21/04/2019 17:38:29

Educação
05/03/2019 09:00:00

Estudante de União dos Palmares relata experiência como jovem embaixadora em intercâmbio nos EUA

Beatriz Fidelis, da Escola Estadual Carlos Gomes, representou Alagoas e a rede estadual no programa Jovens Embaixadores


Estudante de União dos Palmares relata experiência como jovem embaixadora em intercâmbio nos EUA
Texto de Ana Paula Lins e Manuella Nobre

“Não tem como voltar igual. Você tem contato com pessoas, projetos, culturas diferentes que fazem com que você melhore como pessoa, como líder e como agente transformador de sua comunidade”.O relato da estudante palmarina Beatriz Fidelis Paulino sobre sua experiência de três semanas em um intercâmbio cultural e educacional nos Estados Unidos mostra como foi a sua jornada como jovem embaixadora por Alagoas. Ela e mais 49 jovens da rede pública brasileira foram selecionados para representarem seus estados no programa, que é uma iniciativa da Embaixada Americana no Brasil e possui dentre os seus parceiros o Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed).

Beatriz, que concluiu o ensino médio ano passado pela Escola Estadual de Ensino Integral Carlos Gomes é a primeira palmarina a conseguir tal façanha. A garota foi selecionada por possuir um perfil que se encaixa em todos os pré-requisitos do programa: aluna dedicada e de comportamento exemplar, fluente em língua inglesa e atuante nas atividades escolares – o que incluiu grêmio estudantil e uma monitoria em redação onde ajudou colegas com mais dificuldades na disciplina.

 Beatriz e seus colegas embaixadores em frente à Casa Branca (Foto: cortesia embaixada dos EUA)

Em sua estadia nos Estados Unidos, Beatriz conheceu a capital Washington e a cidade de Tulsa, no estado de Oklahoma, onde se hospedou na casa de uma família local. “Pude assistir a palestras, conhecer projetos voluntários. Você vivencia de fato a realidade dos Estados Unidos. E ainda pegamos temperaturas abaixo de zero, com neve, o que, para nós, foi algo incrível”, recorda Beatriz.

Aprovação - E foi ao lado de sua host family – como são chamados os nativos que hospedam os estudantes estrangeiros – que Beatriz viu a sua realização de seu segundo sonho: a aprovação no curso de Direito da Universidade Federal de Alagoas (Ufal). “Lá dos EUA fiquei acompanhando o Sisu e quando soube do resultado, foi um caldeirão de emoções. É a realização dos dois maiores sonhos da minha vida: viajar para os Estados Unidos e ser aprovada em Direito na Ufal. Sinto que meu esforço foi recompensado”, afirma a garota.

Beatriz, por sinal, atribui ao ensino integral da Escola Carlos Gomes um papel importante na sua conquista. “No ensino integral você é imerso, você é abraçado por um monte de coisas e todas essas experiências fizeram com que desafiasse mais. Estudava, por dia, 15 horas, somando o tempo que ficava na escola ao que estudava sozinha. Era um processo pelo qual sabia que tinha que passar para alcançar o que eu queria. Isso faz com que você valorize mais as suas conquistas”, afirma Beatriz.

 Beatriz e a bandeira de Alagoas na neve de Washington  (Foto: Cortesia)

E para quem fará o Enem 2019, ela dá uma dica. “Não importa o quanto você achava que é difícil, tudo é possível se você lutar e se esforçar”, orienta.

Experiência única

Dileusa Costa, coordenadora do Programa Jovens Embaixadores em Alagoas, destaca os benefícios que esta experiência traz para os alunos da rede pública. “Os estudantes selecionados vivenciam experiências incríveis como conhecer a capital do EUA e seus principais monumentos, participam de reuniões com organizações dos setores públicos e privados, visitam escolas e projetos sociais e ainda viajam pra diferentes estados, conhecendo as escolas públicas locais e interagindo com outros jovens. Eles também apresentam a cultura de seus estados aos norte-americanos participam de oficinas sobre lideranças e empreendedorismo jovem”, destaca Dileusa.

Os participantes do programa não selecionados para o intercâmbio internacional têm ainda a oportunidade de participar de uma imersão na língua inglesa, mas em Brasília-DF, também uma grande oportunidade, segundo coordenadora do programa em Alagoas. "Tivemos três estudantes da Rede e IFAL que participarão do EIP nos Centro- Binacional. O EIP é um programa de imersão em inglês oferecido aos estudantes que foram semifinalistas na seleção do Jovens Embaixadores. Durante uma semana eles participam de palestras e atividades culturais em inglês, fazendo com que se sintam como se estivessem nos EUA”, explica.

Os estudantes alagoanos selecionados são: Deivid Nicholas de Assis, de Chã Preta, aluno do IFAL de Viçosa; Gabriel Soares da Silva, de Arapiraca, aluno Escola Estadual de Ensino Médio Integral Integrado Profa. Izaura Antônia de Lisboa e Larry da Silva Oliveira, estudante do IFAL de Palmeira dos Índios.

Agência Alagoas



Enquete
Qual dos nomes elencados abaixo é seu candidato a Prefeito em 2020?
Total de votos: 20016
Google News