22/02/2019 13:27:04

Especial
11/02/2019 08:00:00

Mistério em São José da Laje: ninguém sabe nada sobre represa gigante na Usina Serra Grande. Algumas pessoas dizem que nem sabem de sua existência


Mistério em São José da Laje: ninguém sabe nada sobre represa gigante na Usina Serra Grande. Algumas pessoas dizem que nem sabem de sua existência
Inverno de 2017 (Foto de leitor)

Com mais de seis quilômetros de extensão, atingindo em certas partes 400 metros de largura e 12 metros de profundidade, a represa chamada de ‘Maria Maior’ a oito quilômetros da Usina Serra Grande na divisa dos Estados Alagoas/Pernambuco, dizem a boca miúda, que construída pelos americanos em 1943 incrustada no meio de uma floresta de eucalipto e arvores gigantes nativas da região.

No parque fabril, um dos mais organizados e estruturado do estado e pertencente a um grupo de empresários pernambucanos a única resposta que uma pessoa estranha à reportagem recebeu foi lacônica e curta: já era proibido falar sobre o ‘Maria Maior’ e agora, depois de Brumadinho, a proibição é total’...

O lago gigantesco misteriosamente não consta nem na relação da ANA (Agência Nacional de Águas) nem no Atlas Geográfico de Alagoas e tampouco no Bacia Hidrográfica do Estado. Após muita insistência, parte da história de um dos maiores açudes de Alagoas foi revelado com o compromisso do anonimato: ‘Quando Hitler invadiu a Rússia vazou a informação que se a Alemanha ganhasse a guerra naquele país, pretendia invadir o Brasil e como o caminho mais curto entre o continente sul-americano e a Europa seria o porto do Recife, o serviço secreto americano cuidou de construir o Açude cujo paredão tem uma altura próxima dos 15 metros.

Há um fundamento de verdade neste rumor porque foram os engenheiros do exercito americano que inventaram o primeiro álcool carburante do Brasil, na época chamado de ‘USGA’. Por analogia e se confrontando as histórias, Serra Grande seria a sede da resistência dos aliados aos alemães.

Mas a Alemanha perdeu a guerra na Rússia, o tempo passou, e a Serra Grande continuou sua produção de açúcar e o Açude Maria Maior,esquecido, nunca recebeu manutenção. Há histórico de transbordo em época de inverno rigoroso, sendo o ultimo registrado por um amador em 2017. Na região, ‘Maria Maior’ é uma preocupação constante da população das populações de Serra Grande, São José da Laje, Rocha Cavalcante (onde se encontram os rios Canhoto e Mundaú) , União dos Palmares, Branquinha, Murici e até Rio Largo.

O ‘Maria Maior’ alimenta uma hidrelétrica que aproveita a força da água e distribui parte do fornecimento do potencial energético para a própria Usina Serra Grande e a cidade de São José da Laje. Mas ninguém tem informações se a dona do perigo faz a manutenção principalmente da barragem e se as condições estão dentro das normas de segurança exigidas pela Legislação.

O fato é real e concreto... as imagens não deixam duvidas da existência de Maria Maior. As duvidas se prendem as fato da omissão a todo custo da existência da represa e se sua manutenção está dentro dos padrões exigidos por Lei.

Editoria

Agência Tribuna União

www.agenciatribunauniao.com.br 

 

Galeria




Enquete
Você concorda com a atual administração municipal? Dê sua anota de 0 a 05
Total de votos: 348
Google News