09/07/2020 18:31:38

20/03/2009 00:00:00

União dos Palmares


União dos Palmares

Área devastada de Mata Atlântica equivale a 100 campos de futebol, diz presidente do órgão em Alagoas

  Gazetaweb com TV Gazeta

Uma operação de fiscalização do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (Ibama), liderada por sua presidente, Sandra Menezes, constatou, na tarde desta sexta-feira (20), na Fazenda Cajá - que pertence a um grande empresário de Maceió - na Zona Rural de União dos Palmares, a ocorrência de cinco crimes ambientais em reserva de Mata Atlântica.

Há oito meses trabalhadores rurais desmatam a área usando herbicida e fogo, a Mata Atlântica que fica dentro da área de proteção permanente era transformada em pasto para o gado.

Para o promotor de justiça, Alberto Fonseca, o Ministério Público (MP) irá instaurar um inquérito civil objetivando responsabilizar o proprietário ou aqueles que fizeram uso do material para o desmatamento, e buscar a recuperação do dano causado.

De acordo com o delegado, Cícero Lima, foram presas quatorze pessoas. "Infelizmente não conseguimos prender o proprietário da Fazenda, como está foragido, iremos interrogá-lo na próxima quinta-feira (26), às 10h - finaliza Lima.

Segundo a ambientalista Sandra Menezes, a área desmatada na Fazenda equivale a 100 campos de futebol. “Constatamos, também, a construção de barragens sem licença, desvio do curso do rio para alimentar essas barragens, armadilhas para a captura de animais silvestres, além de uma carvoaria clandestina”, disse a chefe do Ibama em Alagoas.

Sandra adianta que o dono da propriedade deve ser multado em aproximadamente R$ 1 milhão. “É preciso que a sociedade continue a nos ajudar denunciando casos como esses” - conclamou. O laudo do Ibama deve ficar pronto em quinze dias.

Galeria




Enquete
Você acredita no numero de mortos por Covid-19 divulgado pelo governo?
Total de votos: 183
Google News