20/02/2019 12:27:16

União dos Palmares
08/01/2019 08:00:00

Emenda do deputado Paulão vai revitalizar a Casa Jorge de Lima


Emenda do deputado Paulão vai revitalizar a Casa Jorge de Lima
Casa onde nasceu Jorge de Lima

Diana Monteiro

A Casa do Poeta Jorge de Lima, localizada no município de União dos Palmares, a 73 km da capital, receberá recursos da ordem de R$ 380 mil para reforma e restauração do espaço, oriundos de uma emenda parlamentar apresentada pelo deputado federal Paulão (PT). O valor contemplará o projeto de revitalização do Centro Arqueológico Palmarino, sob a responsabilidade da Pró-reitoria de Extensão (Proex) da Universidade Federal de Alagoas. 

A Casa, local onde nasceu Jorge de Lima, é um equipamento cultural da instituição e tem em seu acervo o material sobre vida e obra do ilustre alagoano, poeta brasileiro que fez parte do Segundo Tempo Modernista. No pavimento superior, que se encontra interditado devido às precárias condições físicas, funcionou uma exposição com achados no Sítio Arqueológico do Quilombo dos Palmares (Serra da Barriga), referência nacional e internacional, tombado como patrimônio do Mercosul, cujo inventário conta com a existência de mais de 15 mil registros. 

De propriedade da Ufal desde a década de 80, a Casa do Poeta é um prédio histórico com espaços para exposição, salas para oficinas e tratamento arqueológico. Segundo a pró-reitora de extensão Joelma Albuquerque, embora em condições relativamente boas, a Casa foi descaracterizada necessitando de restauração e recuperação dos seus espaços. 

“É um equipamento cultural de importante referência para todos que visitam o estado de Alagoas, assim como do ponto de vista da Universidade Federal de Alagoas, a guarda deste relevante acervo arqueológico, o seu estudo permanente e a socialização deste conhecimento são uma função social imprescindível para construir narrativas fundamentadas acerca do povo alagoano e brasileiro. E, desta forma, colaborar com a compreensão da história humana a partir das relações sociais postas nesta região. Neste sentido, é fundamental que possamos recuperar e preservar esse patrimônio”, disse. 

Joelma explica, ainda, que no âmbito da instituição a iniciativa conta com a parceria do Núcleo de Ensino e Pesquisa Arqueológico (Nepa), responsável pela elaboração de um pré-projeto com objetivo de promover o conhecimento e a valorização da história. 

O esforço da atual Gestão da Ufal para agilizar o processo de reforma e restauração do espaço, também foi destacado pela pró-reitora. Ela conta que o apoio se deu nas ações iniciadas em 2017, passando por diferentes etapas como elaboração de projetos; levantamento de documentos; reuniões com o Instituto do Patrimônio do Patrimônio Histórico e Artístico nacional (Iphan - AL); visitas técnicas no local; e preparação do projeto de revitalização para a captação de recursos até culminar com a apresentação e aprovação da emenda parlamentar destinando os recursos para a revitalização. 

“Na etapa de busca de recursos as propostas foram apresentadas aos parlamentares já com o projeto de revitalização elaborado. O que deu agilidade ao processo, contemplado com a emenda parlamentar do deputado Paulão. A previsão é de que a reforma e a restauração do prédio sejam iniciadas em 2019 e com a conclusão, a Casa do Poeta Jorge de Lima, além de permanecer como referência cultural para a cidade de União dos Palmares, para a sociedade alagoana, país e exterior, também se constituirá num espaço de pesquisa e de extensão pelo rico acervo existente. Abrangendo áreas como arquitetura, história, arqueologia, ciências sociais, literatura, dentre tantas outras", enfatizou a pró-reitora Joelma. 

Quem foi Jorge de Lima 
Jorge de Lima nasceu em União dos Palmares em 23 de abril de 1893 e é autor de vasta obra poética, que oscila entre o formalismo, o misticismo, as recordações da infância e a figura do negro. Foi também político, médico, romancista, biógrafo, ensaísta, tradutor e pintor brasileiro. Acendedor de Lampiões é uma de suas obras mais conhecidas, e ele veio a se consagrar como autor de um vasto poema em dez cantos com uma diversidade enorme de formas, ritmos e intertextos – Invenção de Orfeu. Jorge de Lima faleceu no Rio de Janeiro no dia 15 de novembro de 1953

Fonte: Ascom

Al1



Enquete
Você concorda com a atual administração municipal? Dê sua anota de 0 a 05
Total de votos: 331
Google News