19/01/2019 13:23:10

Economia
20/11/2018 11:00:00

Pagamento do Bolsa Família injeta mais de R$ 80 milhões na economia de Alagoas


Pagamento do Bolsa Família injeta mais de R$ 80 milhões na economia de Alagoas
Ilustração

pagamento do Bolsa Família, que começou a ser feito nesta segunda-feira, 19, vai injetar R$ 80,13 milhões na economia de Alagoas em novembro, segundo os dados do Ministério do Desenvolvimento Social divulgados nesta segunda-feira (19). De acordo com a pasta, 413.981 famílias alagoanas serão beneficiadas com o programa este mês. O pagamento médio para cada uma delas é de R$ 193,58.

Segundo o ministério, o que cada beneficiário recebe varia conforme o número de membros da família, a idade de cada um e a renda declarada ao Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal. Em todo o País,  o programa irá repassar mais de R$ 2,6 bilhões para mais de 14,2 milhões de famílias. O valor médio do benefício neste mês é de R$ 187,32.

 

Maceió é o município alagoano com o maior número de beneficiários do Bolsa Família, com 61.338 famílias. Juntas, elas vão receber R$ 9,85 milhões, numa média de R$ 160,75 por família. Em seguida aparecem Arapiraca - com R$  3,72 milhões distribuídos entre 20,56 mil famílias, numa média de R$ 181,17 para cada uma delas - e Palmeira dos Índios, com o pagamento de R$  1,91 milhão para 10.851 famílias. 

Na tarde dessa segunda, a Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas) informou que o pagamento segue o dia 30, seguindo cronograma de acordo com o último algarismo do NIS impresso no cartão do Bolsa Família. "Se no cartão, o NIS termina com número 1, o saque deverá ocorrer no primeiro dia do calendário oficial do pagamento, e assim por diante", informou o órgão. "A liberação dos saques acontece de forma escalonada", destacou.

O Bolsa Família é voltado para famílias com renda mensal por pessoa de até R$ 89 e para aquelas famílias com rendimento de até R$ 178 por integrante, mas que contem com gestantes, crianças ou adolescentes. 

Para fazer parte do programa, o responsável pela família deve procurar um Centro de Referência de Assistência Social (Cras), ou um posto de atendimento do Bolsa Família no município. "É necessário levar documentos de identificação pessoal, como RG, carteira de identidade ou carteira de motorista e certidão de nascimento de todas as pessoas que vivem na residência", informou o ministério, por meio de assessoria de imprensa.

Gazetaweb



Enquete
Você é favorável que seja extinta a ajuda aos familiares dos presos?
Total de votos: 175
Google News