15/11/2018 16:46:08

Educação
27/08/2018 10:30:00

Feira de intercâmbio para estudar nos Estados Unidos chega a Brasília


Feira de intercâmbio para estudar nos Estados Unidos chega a Brasília
Ilustração

Os estudantes brasilienses que sonham em estudar nos Estados Unidos têm uma ótima chance de conhecer as oportunidades de cursos e processos de admissão nas instituições norte-americanas. Na próxima quarta-feira (29), ocorre o EducationUSA, evento que permite aos participantes o contato direto com representantes de renomadas universidades norte-americanas sobre cursos e processos seletivos. O encontro será no Centro de Convenções e Eventos Brasil 21. A entrada é gratuita e são esperadas 1.000 pessoas. 

O evento é apoiado pelo Departamento de Estado dos EUA e tem como instituição representante em Brasília a Casa Thomas Jefferson. Nele, serão apresentados ao público cursos de graduação, pós-graduação, mestrado, doutorado e inglês intensivo (de curta e longa distância). Os visitantes poderão obter informações precisas diretamente com os responsáveis por cada instituição, que discorrerão sobre as etapas e requisitos de admissão, custos, opções de financiamento e possibilidades de bolsa.
 
Quem for à feira vai ter um panorama completo do que precisa para correr atrás de uma experiência internacional. Isso porque, além da possibilidade de ter contato com as universidades, os participantes terão acesso a palestras sobre o sistema educacional norte-americano, processos de admissão, auxílio financeiro, exames exigidos e procedimento para obtenção de visto para estudantes. A equipe do EducationUSA, órgão responsável pelo projeto, também irá tirar dúvidas sobre os programas de estudo. 

Acompanhamento na experiência internacional é fundamental

Amanda Almeida, 23 anos, participou da última edição do EducationUSA e, desde então, começou a correr atrás do sonho de ingressar em uma instituição estadunidense, algo que desejava desde criança. “Eu morei lá dos 10 aos 12 anos e gostava muito do país, identificava-me com a cultura. Sempre pensei que, quem sabe, voltaria a estudar lá.” 
 
Arquivo pessoal
 
Filha de um marceneiro e de uma professora, Amanda cursava o 3º ano de enfermagem na Escola Superior de Ciências da Saúde (ESCS) quando conseguiu a transferência para uma instituição americana. “O Quincy College aceitou meu currículo em maio. Fiz o exame de proficiência na língua e dei entrada no visto”, conta. A viagem para Boston está marcada: no próximo sábado (25), Amanda retornará àquele país, desta vez como estudante universitária. 
 
Segundo a aluna, o acompanhamento do EducationUSA foi fundamental em todo o processo de admissão. “As faculdades e os processos seletivos são muito diferentes. Eles ajudaram em tudo, desde a tradução dos documentos até a orientação para escolher a faculdade”, conta. Moradora do Jardim Botânico, ela pretende passar um período de adaptação no Quincy College e se formar na renomada Boston University. “Depois de estar lá, é mais fácil ir para essas universidades concorridas, porque tem um setor que recebe os estudantes internacionais e nos orientam a conseguir isso”, planeja a jovem. 

Relações internacionais

Arquivo pessoal
O estudante do 5º semestre de relações internacionais no Centro Universitário Iesb, Igor Carvalho, 25, vai à segunda edição consecutiva do evento. “Em 2017, a feira foi incrível, porque, por meio dela, pude ver universidades de modelos diversos, que chamaram minha atenção. Aprendi o que devia fazer para ingressar em uma faculdade de fora, que é diferente do que estamos acostumados no Brasil”, conta. Agora, o morador do Sudoeste pretende identificar se houve alguma mudança nas etapas de admissão. 
 
O objetivo de Igor é fazer uma pós-graduação em comércio internacional em Los Angeles, mais precisamente na University of California. “É algo que eu sonhava desde quando escolhi o curso na graduação. Vi que relações internacionais seria uma boa opção por causa da multidisciplinaridade e me possibilitaria estudar fora”, conta. A instabilidade econômica do Brasil influenciou bastante o desejo de deixar o país. “Com esse cenário confuso, eu anseio estudar no exterior e essa feira viabiliza o meu objetivo, pois mostra as instituições e a forma de trabalho de cada uma. É um norte para mim, mostrando qual deve ser meu foco e como vou me projetar, futuramente, no mercado de trabalho”, complementa o ex-aluno do colégio La Salle. 

Saiba o que esperar do evento

Cerca de 30 instituições estarão presentes na EducationUSA, a maioria delas representadas por oficiais dos processos de admissão nas universidades. Para o coordenador da feira, Guilherme Viana, essa é a maior atração do evento. “Temos uma variedade no que as universidades ofertam, algumas mais focadas em humanidades ou em tecnologias, outras em artes, mídias digitais. É um programa que pode ser interessante para qualquer tipo de pessoa”, afirma. 
 
Arquivo pessoal
  
De acordo com ele, ir ao evento é o primeiro passo para quem quer estudar nos Estados Unidos e está em busca de dicas que vão além daquelas que todo mundo já sabe. “Às vezes, acontece de uma pessoa ter uma série de informações, em processo de candidatura e descobre uma oportunidade que não estava esperando ou uma bolsa de estudos para sua área pretendida”, conta. 
 
A falta de domínio da língua não é desculpa para deixar de visitar a feira. Afinal, muitos representantes americanos estarão lá com intérpretes brasileiros, prontos para fazer o intermédio com o público que não se garante no inglês. O coordenador complementa: “Toda edição tem representantes que falam espanhol ou português, porque atendem candidatos de países dessa região”. Outros estudantes vão ao local apenas para “gastar” o idioma com os americanos. “Tem muita gente que vai à feira apenas para aprimorar o inglês”, afirma. 
 
De acordo com dados do Open Doors Report, há cerca de 13 mil brasileiros estudando nos EUA. O Brasil é o 10º lugar na lista de países que enviam mais alunos para os Estados Unidos. Guilherme elenca alguns fatores que explicam a migração dos alunos tupiniquins: “a proximidade geográfica e cultural entre os países, a qualidade das instituições reconhecidas mundialmente no que há de melhor em ensino superior, a variedade de opções e a possibilidade de ampliar o horizonte fazendo contato com empresas que são de interesse das pessoas que moram aqui”, explica. 
 
Após o evento, o EducationUSA continua acolhendo os estudantes com workshops e palestras gratuitas para pessoas que estão no mesmo estágio do processo. Os serviços de orientação dão dicas para os participantes sobre as etapas de admissão. 
 

Education USA

Quando: 29 de agosto, das 17h às 21h
Local: Centro de Convenções e Eventos Brasil 21 (Setor Hoteleiro Sul, Quadra 6, Blocos A ao F, Lote 1, Complexo Brasil 21) - Asa Sul
Entrada gratuita
Inscrições pelo site educationusa.org.br/site/


Enquete
Você acredita que a atual administração vai construir a barragem sobre o Rio Mundaú em União?
Total de votos: 81
Google News