12/11/2019 02:55:02

23/12/2008 00:00:00

Brasil


Brasil

A procura pelos grandes centros de comércio aumenta o movimento nas estradas para as compras de Natal. Em Pernambuco, o risco de assaltos obrigou a Polícia Rodoviária Federal (PRF) a escoltar os ônibus de consumidores que vão até a "Sulanca", considerada a maior feira livre do Nordeste.

Quem vai às compras em Caruaru (PE) tem ainda mais um motivo para ficar preocupado: os bandidos sabem que eles carregam dinheiro vivo. "Eles deram vários tiros e mandaram o motorista encostar. O motorista encostou e eles assaltaram", diz o comerciante Fernando Batista.

Diante de crimes como esse, a estratégia da polícia foi reunir os grupos de excursão no meio do percurso. Para evitar os assaltos, a viagem até Caruaru não se faz sem uma parada no posto da PRF. É o ponto de encontro de ônibus que vêm de várias cidades e até de outros estados. Daqui em diante, os viajantes só pegam a BR-232 em comboio e com escolta policial.

Aos poucos o comboio vai se formando com vans e ônibus. Quem chegou primeiro espera com paciência o horário de partida. Às 22h30 todos saem em conjunto. A polícia segue no início e no final da fila pelos 130 quilômetros até Caruaru.

"A partir do momento em que nós adotamos o serviço de escolta de comboios, nós não registramos mais ocorrências de assaltos, exceto aqueles que insistem em sair desgarrados dos comboios. O alto índice de criminalidade não só nos grandes centros urbanos, mas também no interior, faz com que mesmo com o serviço de ronda da polícia, qualquer ponto que não seja policiado por um breve momento seja alvo de assaltos”, afirma Edder Romel, inspetor da PRF. 

com G1

 



Enquete
Se a Eleição Municipal fosse hoje qual seria seu candidato preferido?
Total de votos: 2620
Google News