20/07/2019 14:53:46

22/12/2008 00:00:00

Polícia


Polícia

O Instituto Médico Legal de Arapiraca registrou a entrada de quatros corpos vítimas de homicídio no interior do Estado. Em todos os casos as pessoas foram mortas vítimas de arma de fogo.

O caso que mais chamou a atenção e chocou a comunidade arapiraquense, foi o brutal assassinato que teve como vítima o comerciante, Antonio Nascimento da Silva, 40. O crime teria sido praticado por um policial militar identificado apenas por Wendel, lotado no 3º Batalhão de Polícia Militar.

O militar teria assassinado o comerciando após discussão uma discussão em decorrência do aviso de que o bar, localizado na Rua Brasília no bairro Alto do Cruzeiro, estaria fechando. O crime ocorreu às 18h da ultima sexta-feira, 19.

Na manhã do sábado, 20, uma irmã do comerciante assassinado, a advogada Silvana da Silva, em uma entrevista a uma emissora de rádio acusou o policial do crime. Instantes depois da entrevista, o comandante do 3º Batalhão tenente-coronel João Marinho, questionado pelo repórter, por telefone, assegurou que tinha mantido contado por telefone com o policial e que o mesmo se encontrava em Maceió.

O comandante afirmou ainda que o militar se encontrava na escala de serviço para às 8h deste domingo (21), e que se o mesmo não se apresentasse sua situação estaria complicada. O militar até o momento continua foragido.

Crimes

Em Teotônio Vilela, Marcos Alves da Silva, 25, que residia na Rua Francisco Timóteo, naquela cidade foi assassinado a tiros no bairro Inhumas. De acordo com a Polícia Militar, a vítima tinha passagem pela polícia pela pratica de vários ilícitos e havia sido liberada da Delegacia de Teotônio Vilela na última sexta-feira, 19.

No município de Junqueiro, na região Agreste, José de Lira Santos, 44, que residia no povoado Palmeirinha, naquele município foi assassinado a tiros.

Em Senador Rui Palmeira, no alto Sertão, a doméstica, Maria de Matos, 51, que residia na Travessa Getúlio Vargas, também foi assassinada a tiros. O autor do crime foi identificado como Marcelo Bezerra Cecílio, 23, acusado de vários crimes e que está foragido.

De acordo com informações do 7º BPM o alvo seria a namorada do criminoso, Quitéria de Matos, 19. A mãe de Quitéria, Maria de Matos, tentou socorrer a filha e foi executada a tiros na porta da residência.

Quitéria da Silva, se encontra internada em observação na Unidade de Emergência Doutor Daniel Houly de Almeida e em Arapiraca.

O IML de Arapiraca registrou ainda a entrada de duas crianças vítimas de afogamentos ocorridos em São Sebastião e Teotônio Vilela, três vítimas fatais de acidentes com motos ocorridos em Arapiraca, Jaramataia no alto Sertão do Estado.

Fonte: roberto gonçalves/Sertão24horas



Enquete
Em sua avaliação que nota de 0 a 10 você dá ao Governo Bolsonaro
Total de votos: 194
Google News