20/11/2018 10:27:35

Comportamento
07/05/2018 07:35:00

Usar a melatonina para combater a insônia não é tão seguro quanto parece


Usar a melatonina para combater a insônia não é tão seguro quanto parece

A melatonina é um suplemento muito popular para quem quer uma ajuda para pegar no sono.

Ela é produzida naturalmente pelo corpo. Você não precisa de receita para comprar, e ela está disponível em forma de comprimidos, balas e até misturada em suco de frutas. Mas será que a melatonina é tão eficaz e segura quanto pensamos?

 

A melatonina natural, um hormônio produzido pela glândula pineal, ajuda o ser humano a dormir – e a melatonina sintética é vendida há cerca de 3 décadas. Mas os efeitos dessa versão sintética não foram estudados extensivamente e, como o produto é classificado como um "suplemento nutricional", quase não há regulamentação para a sua distribuição por parte do órgão do governo americano que regula remédios e alimentos.

 

Mas é importante olhar com atenção para esse tipo de produto.

"Qualquer pessoa que estude o sono vai dizer a mesma coisa: a melatonina não é inofensiva, é usada com abuso e não deveria ser usada para tratar de insônia", disse Michael Grandner, pesquisador de sono da Universidade do Arizona, ao HuffPost.

 

A função da melatonina é resetar o relógio interno do corpo – um dos usos adequados do suplemento é a ajuda da adaptação a diferentes fusos horários, ou então como auxílio para quem tem de trabalhar à noite. Outra indicação é para o tratamento de distúrbio do ritmo circadiano.

 

A dose adequada, segundo um estudo de 2001 do Massachusetts Institute of Technology (MIT), é de 0,3 miligrama. A pesquisa foi realizada por Richard Wurtman, pioneiro do uso da melatonina como suplemento de ajuda para o sono, em 1994. Mas muitas formulações contêm 10 vezes mais do que essa dose em um único comprimido. Isso pode levar a níveis mais altos de plasma de melatonina no dia seguinte, o que deixa muitas pessoas desorientadas.

Qualquer pessoa que trabalhe com sono vai dizer a mesma coisa: a melatonina não é inofensiva, as pessoas consomem com abuso e ela não deveria ser usada para tratar de insônia.Michael Grandner, Universidade do Arizona

Segundo uma meta-análise de estudos sobre melatonina, também realizada por Wurtman, os pesquisadores descobriram que doses altas do produto são ineficazes. "Depois de alguns dias ela para de funcionar", escreveu Wurtman em um comunicado de imprensa sobre o estudo. Quando os receptores de melatonina no cérebro são muito expostos ao hormônio, deixam de responder, afirmou ele.

A melatonina também pode não ser segura para crianças. David Kennaway, diretor do laboratório de fisiologia circadiana da Universidade de Adelaide, na Austrália, disse ao site Science Daily que o uso da melatonina para tratar de distúrbios do sono em crianças é "alarmante". Ele afirmou que "existem muitas evidências de que a melatonina cause mudanças em diversos sistemas fisiológicos, incluindo os sistemas cardiovascular, imunológico e metabólico, bem como no sistema reprodutivo de animais". Os efeitos do hormônio em crianças não foi estudado.

"A palavra 'segura' é usada com muita liberdade em relação a essa droga", disse Kennaway, "mas não há estudo rigorosos de longo prazo sobre a segurança do uso da melatonina no tratamento de distúrbios do sono de crianças e adolescentes."

Até mesmo para adultos, o fato de a droga não ser regulamentada deveria ser um sinal de alerta. Apesar de a melatonina sintética ser "quimicamente idêntica" à natural, os suplementos "muitas vezes contêm ingredientes que podem provocar efeitos não esperados com a melatonina natural", disse ao The Huffington Post Clete Kushida, pesquisadora do sono da escola de medicina da Universidade Stanford.

"Os médicos deveriam informar isso aos pacientes, especialmente porque os suplementos não são regulados pela FDA", afirmou Kushida. "E, como não há regulamentação do FDA, os efeitos de longo prazo/consequências não foram estudados de maneira controlada e sistemática."

A palavra 'segura' é usada com muita liberdade em relação a essa droga.David Kennaway, Universidade de Adelaide

Então por que a pessoas continuam usando melatonina?

"Infelizmente, ela ganhou a reputação de ser uma solução segura e 'natural' para ajudar no sono. Vai ser difícil mudar essa imagem", afirmou Grandner.

Isso pode explicar por que a melatonina é tão popular, apesar de aparentemente não ser tão eficaz.

A revista Consumer Reports disse que os suplementos de melatonina ajudaram os usuários a pegar no sono "só sete minutos mais rápido e a dormir só oito minutos a mais, na média", segundo uma análise de 2013. A mesma revista indica que "cerca de 20% dos usuários de nossa pesquisa disseram se sentir grogues no dia seguinte" e recomenda cautela caso seja necessário dirigir no dia seguinte.

"Melatonina não é a cura da insônia", enfatizou Grandner. "Os principais motivos que impedem as pessoas de pegar no sono – rolar na cama, ficar remoendo sobre problemas – não são afetados pelo hormônio." Ele afirmou que criar uma rotina consistente, ter boas condições de sono no quarto e expor-se a bastante luz do sol durante o dia são medidas mais eficazes.

Para aqueles que continuam usando suplementos, ele recomendou prestar atenção na dosagem. "Um empurrãozinho é suficiente", disse ele.

www.huffpostbrasil.com/ 



Enquete
Você acredita que a atual administração vai construir a barragem sobre o Rio Mundaú em União?
Total de votos: 112
Google News