Comportamento
27/02/2018 13:49:00

Este é o motivo pelo qual você fica irritado quando está com fome


Este é o motivo pelo qual você fica irritado quando está com fome
Ilustração

"Cara feia para mim é fome". Sim, quando estamos com fome tendemos a ficar irritados.

Isso acontece por alguns motivos provados pela ciência. Existe até um termo em inglês, "hangry" (junção de "angry", que significa "bravo", com "hungry", faminto), que explica o tal fenômeno desagradável.

"O cérebro precisa de combustível para regular as emoções, e a raiva é a emoção que as pessoas têm mais dificuldade em lidar", disse o Dr. Brad Bushman, professor de psicologia da Universidade de Ohio, nos EUA, em entrevista à revista TIME.

A fonte primária deste combustível que nosso cérebro tanto precisa é a glicose, que obtemos quando nos alimentamos com carboidratos (açúcares). Quando ficamos sem comer, nossos níveis de glicose ficam baixos e tendemos a ficar emocionalmente sensíveis -- para algumas pessoas, mais irritadas que o normal.

Apesar do nosso cérebros constituir apenas 2% do nosso peso corporal, ele usa 20% a 30% da energia que consumimos, o que faz dele muito exigente quando estamos com fome.

Isso explica porque algumas pessoas são mal-humoradas pela manhã ou quando alguém fica estressado quando segue uma dieta "low carb" (que restringe o carboidrato da alimentação). Segundo Bushman, apenas depois de comer, o autocontrole e o bom humor voltam ao passar do dia.

Outra pesquisa feita na Universidade de Cambridge, no Reino Unido, também comprovou o mal humor em pessoas que estão com fome. O estudo acompanhou voluntários saudáveis e alterou seus níveis de serotonina com a manipulação da dieta. Foi usada a ressonância magnética para mapear e medir a atividade cerebral e as expressões dos participantes.

A pesquisa revelou que níveis baixos de serotonina, molécula responsável pela comunicação entre os neurônios, provocam conexões mais fracas em regiões específicas do sistema límbico, parte de nosso cérebro que cuida de nossas emoções. Ou seja, os níveis baixos desta molécula faz com que seu cérebro perca parte de sua capacidade de controlar a raiva.

A solução? Os níveis de serotonina no cérebro são reajustados quando as pessoas comem. Os pesquisadores alertam que o fenômeno "hangry" afeta ainda mais aqueles que são predispostos a comportamento agressivo. Então, pessoas que já são "estressadinhas" tendem a ficar ainda piores quando estão com fome.

http://www.huffpostbrasil.com




Outras Notícias

Enquete
Você acha que o Brasil tem chance de ser campeão do Mundo na Copa 2018?
Total de votos: 4
Google News