10/12/2018 03:11:41

Polícia
16/02/2018 09:00:00

Alagoas registrou 66 casos de Lei Maria da Penha durante o Carnaval


Alagoas registrou 66 casos de Lei Maria da Penha durante o Carnaval
Delegada Cassia Mabel

A Polícia Civil divulgou, nesta quinta-feira (15), dados referentes aos Boletins de Ocorrência e Autos de Prisão em Flagrante de casos de agressão à mulher registrados durante o período carnavalesco em Alagoas. Durante o período de 9 a 14 de fevereiro, foram registrados 66 casos de Lei Maria da Penha, o que representa uma redução de 18% em comparação com os dados de 2018.

De acordo com a delegada da Mulher, Cássia Mabel, no período carnavalesco os homens tendem a beber mais e se exaltarem ainda mais e desta forma acabam agredindo suas companheiras. 

 

"Infelizmente é um período que tende a aumentar os casos registrados em comparação com o restante do ano. O uso de bebida alcoólica provoca uma certa euforia e exaltação, que os homens tendem a ficar mais agressivos e desta forma agridem as mulheres", explicou.

Segundo os dados divulgados, em Maceió foram registrados 11 boletins de ocorrência e 4 prisões em flagrante. Já no interior os números chegam a 44 B.O.s e 7 prisões. 

"A mulher vítima de violência ainda precisa se dirigir à delegacia para registrar a ocorrência. Ela tem até 6 meses após o fato para registrar o boletim. Então, o quanto antes ela procurar por ajuda, melhor e mais rápido o agressor será preso e pagará pelos seus atos", concluiu. Veja abaixo relatorio das ocorrencias

Gazetaweb



Enquete
Você acha que o Concurso Público honesto para a Prefeitura de União resolveria o atraso no salário dos servidores do município?
Total de votos: 10
Google News