Saúde
12/02/2018 15:07:00

Da queimadura ao corte: aprenda a resolver 'desastres' domésticos


Da queimadura ao corte: aprenda a resolver 'desastres' domésticos
Ilustração

Os acidentes domésticos acontecem a qualquer pessoa, mas é quando se mora sozinho que os cuidados devem ser redobrados. Mas não só: Quem mora sozinho deve ainda procurar saber quais as melhores formas de auto-salvamento.

Para quem passa maior parte do tempo sem companhia, um dos acidentes domésticos mais temidos é ficar engasgado. Pelo risco de ser fatal, esse cenário é dos que mais cuidados requer na hora de agir. Mas como é que uma pessoa sozinha consegue simular em si mesma a manobra de Heimlsich – compressão na zona da barriga (entre as costelas e o umbigo) para que os pulmões contraiam e o agente obstrutor da via respiratória saia – quando a tendência é para se curvar e comprimir ainda mais o corpo?

+ Dermatologista dá 5 dicas para quando a pele começar a descascar

Pois bem, não o faz, mas pode sempre “pegar numa cadeira ou em algum objeto e lançá-lo de forma a que se simule a compressão da manobra de Heimlich”, explica à BBC o tenente André Elias dos Santos, membro do Corpo de Bombeiros de São Paulo, no Brasil. Diz ainda a publicação que estimular a tosse até que o objeto saia é também um conselho a ter em conta.

Em casos de incêndios domésticos, ligar para os bombeiros é o primeiro passo a dar, depois há que tentar entender – com o devido cuidado – qual o foco de início das chamas e recorrer a um extintor para apagar essa primeira fase do fogo. Mas, e se não se tiver um extintor por perto? Então, explica o bombeiro, pode-se sempre recorrer à água ou “qualquer líquido que não seja combustível” ou a um cobertor. Caso o incêndio tenha iniciado num objeto isolado, então o melhor é mantê-lo bem longe de qualquer área inflamável e tentar apagar as chamas com água ou um cobertor. Contudo, estes conselhos são apenas para incêndios pequenos e facilmente domáveis, pois quando as chamas invadem uma área muito alargada a primeira preocupação é procurar uma saída segura.

Ainda em casos de incêndio – e quando se trata de um pequeno incêndio, como aquele que acontece quando a frigideira ganha chamas ou a comida no forno queima – importa ainda ventilar a casa ao máximo, evitando o sufoco por inalação de fumaça.

Mais ou menos comum entre tarefas domésticas são as queimaduras, contudo, nem todas as receitas caseiras são indicadas para cuidar desta lesão cutânea. Segundo André Elias, “só água à temperatura ambiente” é o suficiente numa primeira fase, desaconselhando por completo o uso de pasta de dentes ou carne na zona ferida. Quando se trata de uma queimadura mais ou menos intensa e grande, não rebentar a bolha e não tentar descolar a roupa que possa estar presa são outros dois conselhos a seguir neste tipo de situações, em que o melhor é mesmo recorrer a um médico ou enfermeiro.

Quando em causa está um corte, o primeiro passo a estancar o sangue e depois fazer um curativo que seja suficiente para aguentar até visitar um médico ou enfermeiro, pois em caso de golpes mais longos e profundos pode ser necessário levar pontos.

Notícias ao Minuto

 




Outras Notícias

Enquete
Concorda com o fato dos presos trabalhar para pagar seu próprio sustento?
Total de votos: 128
Google News