Polícia
07/02/2018 14:33:00

Suspeitos confessam que mataram motorista de aplicativo por causa de repercussão


Suspeitos confessam que mataram motorista de aplicativo por causa de repercussão
Acusados de crime de latrocinio

Três dos quatro suspeitos de ter atirado na cabeça do motorista de aplicativo José Walmir da Silva Calado, morto na última sexta (02) foram capturados pelo Grupo Investigativo da Delegacia-Geral da Polícia Civil de Alagoas (GIDG). 

Segundo a Polícia Civil, eles confessaram que mataram José Walmir por causa da repercussão de seu desaparecimento, e que são envolvidos com tráfico de drogas e que são especialistas em roubar carros para cloná-los e vendê-los no Estado de Goiás. Eles acabaram atirando na cabeça do jovem e o largaram em um matagal no município de Marechal Deodoro.

Segundo o site ‘Alagoas 24 Horas’, os nome dos presos são: Carlos Eduardo Alves da Silva, Djailton da Silva Domingos e José Pedro Tenório de Albuquerque.

Segundo o GIDG, os suspeitos foram presos em ações realizadas nas cidades de Maceió, Marechal Deodoro (região metropolitana) e Boca da Mata (Zona da Mata). Durante as prisões. Djailton foi baleado em confronto com os policiais, mas não ficou gravemente ferido. Um quarto suspeito conseguiu fugir e está sendo procurado.

O carro de José Walmir, um Volkswagen Voyage de cor branca e placa OHF 7667, ainda não foi localizado.

Já é Notícia

 




Outras Notícias

Enquete
Qual dos candidatos a deputado estadual abaixo elencados é de sua preferencia?
Total de votos: 350
Google News