18/10/2019 13:24:35

01/06/2007 00:00:00

Polícia


Polícia

Um dia depois do ato de violência que chocou o Estado de Alagoas, o seqüestrador, José Ronaldo dos Santos, 30, o Nal, diz que os crimes ocorreram por acaso – ele queria apenas levar os veículos das vítimas.

Nesta tarde, quando o grupo foi apresentado à imprensa, Nal explicou que apenas ele e Claudemir dos Santos, o Marcos Capeta atuavam nos crimes. No entanto, também foram presos Antônio Marcos da Silva, 28, o Tonho Preto; Adeílson José da Silva, 27, o irmão de Nal, que também é conhecido por Pernambucano; e Damião Pereira Ferreira de Lima – todos foram presos em Maceió, mas também são acusados de participar do crime.

Nal contou que o primeiro seqüestro, de José Fábio Cavalcante e do sobrinho dele, o universitário Cícero Jânio, era para ter sido apenas o roubo do veículo, assim como o da ex-prefeita de São Sebastião, Helena Lisboa e da amiga dela, Claudicéia dos Santos.

“A gasolina do carro acabou, então a gente teve que trocar por outro, que era o da ex-prefeita”, afirmou. O criminoso contou ainda que Marcos Capeta “conseguiu” outros reféns e eles decidiram levá-los para a casa de Jaqueline Veiga, namorada de Nal, ao invés de deixá-los no mato.

Jaqueline Veiga também foi presa e levada para o Tigre. Com ela, também estão outras duas mulheres, que foram presas em Maceió.

Nal chegou a dizer que a namorada não sabia da ação, mas foi obrigada a concordar com o ato. Outro que estava no cativeiro, com as vítimas, era Adailton Vieira da Silva, que morreu em uma troca de tiros com a polícia.

Outro que morreu na operação foi Marcos Capeta que, segundo Nal, era o responsável por se comunicar com a família das vítimas.

Crimes

O delegado do Tigre, Flávio Saraiva, explicou que é comum os criminosos tentarem esconder a participação dos outros na quadrilha. Nal, o principal acusado, foi preso por Saraiva em 1999, por homicídio, mas depois voltou a ser preso por furto e assalto.

Na última vez que esteve no presídio, Nal conheceu Marcos Capeta, que já é acusado de mais de dez seqüestros. “É utopia dizer que o Sistema Penitenciário também é lugar de ressocialização”, afirmou o delegado.

Foragido

Além da divulgação dos presos, a Polícia Civil também apresentou Fernando dos Santos Silva, 30. Ele estava foragido do Sistema Semi-Aberto, de onde fugiu há cerca de um ano e meio.



Enquete
Entre 0 e 5 avalie a atuação do Governo Renan Filho
Total de votos: 763
Google News