21/10/2019 04:22:41

31/05/2007 00:00:00

Pilar


Pilar

Familiares do vice-prefeito do Pilar, Gilberto Pereira Alves – o Beto Campanha – estão revoltados com a decisão dos juízes da 17ª Vara Criminal da Capital de não decretar a prisão preventiva dos cinco acusados de encomendar o crime. Eles dizem que perderam a esperança de que fosse feita justiça para este caso e que se desiludiram quanto ao processo.
No início da tarde de ontem, uma festa na casa do ex-secretário de Infra-Estrutura, Geraldo Carvalho, no Alto do Cruzeiro, na Chã do Pilar, comemorava a não decretação da prisão dele e dos outros quatro envolvidos como mandantes. Constrangidos, os familiares de Beto Campanha reafirmaram não acreditar na Justiça e temerem por sua segurança.
Na segunda-feira, por dois votos a um, os juízes que integram a 17ª Vara – especializada no combate ao crime organizado – decidiram não decretar a prisão preventiva das cinco pessoas que foram indiciadas na condição de autores intelectuais (mandantes) da morte de Beto Campanha. Entre os cinco juízes da 17ª Vara, apenas um votou pelo decreto de prisão.

Fonte - O Jornal-Al



Enquete
Você é conta ou favorável ao Concurso Público da Prefeitura de União dos Palmares?
Total de votos: 14
Google News