26/10/2021 07:58:49

30/05/2007 00:00:00

Interior


Interior

SÃO LUÍS DO QUITUNDE - Responsáveis pela Secretaria Municipal de Assistência Social e pelo Conselho Tutelar de São Luís do Quitunde estiveram esta semana no povoado Poço d’Antas para verificar a situação dos meninos “tapa-buraco”, que trabalham fechando buracos na rodovia AL-430, em troca de moedas para complementar a renda familiar. Em situação de risco, a atividade dos menores que trabalham há mais de um ano na rodovia foi denunciada pela reportagem de O JORNAL, que flagrou e registrou a prática do trabalho infantil e as condições em que os meninos se encontravam.
Segundo a secretária de Assistência Social, Josedalva Cavalcante, equipes do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (Peti) e do Conselho Tutelar municipal estiveram no assentamento Silvio Viana, localizado no povoado Poço d’Antas, para identificar os meninos “tapa-buraco” e encaminhá-los à assistência social. “Estivemos no local e já detectamos alguns dos garotos que trabalham na rodovia. Alguns deles já estão inclusos nos programas sociais; outros não. Na próxima quarta-feira (6), voltaremos para conversar com os pais dos garotos e buscar uma solução para tirá-los desta situação”, disse Josedalva Cavalcante.

Fonte - Jornal de Alagoas



Enquete
Você concorda com a mudança da feira livre de União dos Palmares para a margem da BR-104?
Total de votos: 343
Google News