26/10/2021 08:36:38

29/05/2007 00:00:00

Política


Política
 governador de Alagoas, Teotonio Vilela Filho (PSDB) recebeu – agora há pouco – um documento do Superior Tribunal de Justiça (STJ) que o intima para uma audiência com a ministra do STJ, Eliana Calmon, para discutir as recentes denúncias que surgiram a partir da Operação Navalha, desencadeada pela Polícia Federal.

A operação resultou na prisão de duas pessoas do primeiro escalão do Governo de Alagoas: o ex-secretário de Infra-estrutura, Adeílson Bezerra, e o secretário de Alagoas em Brasília, Enéas Alencastro, apontado como braço direito do governador, desde que este ainda era senador da República.

Ao todo, cinco pessoas foram presas em Alagoas acusadas de participação em um esquema que fraudava licitações públicas para beneficiar a construtora Gautama de Zuleido Veras (que ainda se encontra detido na sede da Polícia Federal, em Brasília). Além de Enéas Alencastro e Bezerra, foram detidos ainda o funcionário da construtora, Roservaldo Melo, o diretor de obras da Infra-estrutura, José Crispim e o sub-secretário de Infra-estrutura, Denisson Tenório.

Além deles, a alagoana Fátima Palmeira – mulher de confiança de Zuleido Veras – foi detida na Bahia, sob acusação de ter levado propina da construtora para o ministro de Minas e Energias, Silas Rondeau. De acordo com as informações veiculadas na manhã de hoje, a ministra Eliana Calmon teria convocado – além de Teotonio Vilela Filho - o ex-ministro de Minas e Energia Silas Rondeau e o governador do Maranhão, Jackson Lago (PDT), a prestarem depoimento.

Amanhã, Eliana Calmon deve ouvir o deputado distrital Pedro Passos (PMDB) e Ulisses César Martins de Sousa, conselheiro federal da Ordem dos Advogados do Brasil. Quarenta e quatro pessoas já foram ouvidas pela juíza.

Conforme a assessoria de Vilela, o governador irá para a audiência marcada, porque tem como objetivo esclarecer os fatos, além de reiterar o compromisso com a transparência do Governo do Estado de Alagoas. O governador Teotonio Vilela Filho viaja esta tarde a Brasília afirmou que comparecerá com a maior boa vontade, no sentido de colaborar com a Justiça, como o faz desde o início dessa operação.

O documento foi entregue ao governador no final desta manhã.



Enquete
Você concorda com a mudança da feira livre de União dos Palmares para a margem da BR-104?
Total de votos: 343
Google News