26/10/2021 08:53:47

29/05/2007 00:00:00

Política


Política

O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), passou ontem 24 minutos se defendendo das acusações divulgadas pela revista Veja, de ter parte de suas contas pagas por um lobista da construtora Mendes Júnior, Cláudio Gontijo, dinheiro que era dado mensalmente à jornalista Mônica Veloso, mãe de uma filha de 3 anos nascida de um relacionamento extraconjugal do senador. O discurso de Renan não teve apartes. Ao concluir seu discurso, Renan suspendeu a sessão e passou a receber cumprimentos dos senadores e convidados. Retomada a sessão, nenhum senador se referiu, nos discursos seguintes, à defesa de Renan.
Durante todo o seu discurso, Renan tratou do assunto como “questão pessoal, familiar, de sua vida privada” e lamentou que tivesse de falar desse tema em plenário. Falou em “rasgar a alma”, em “segredos sagrados do que de mais pessoal se possui, que é a família”, e referiu-se ao caso como “pseudo-escândalo”, uma “infâmia” e “uma ignomínia”. O presidente do Senado estava visivelmente abatido. Chegou a se confundir, lendo trechos de uma página que já havia lido.

Fonte - O Jornal-Al



Enquete
Você concorda com a mudança da feira livre de União dos Palmares para a margem da BR-104?
Total de votos: 343
Google News