26/10/2021 08:24:33

29/05/2007 00:00:00

Polícia


Polícia

O Ministério Público Estadual impetrou uma liminar, na tarde de ontem, pedindo a interdição do Presídio Rubens Quintella. A insalubridade do prédio, celas depedradas, forte mau cheiro, celas improvisadas e uma grande quantidade de ratos são alguns dos motivos para o fechamento do presídio. Toda área física é considerada crítica e coloca em risco a vida de reeducandos e agentes penitenciários. O pedido do promotor Flávio Gomes Costa deve ser analisado nas próximas 48 horas, pelo juiz da Vara de Execuções Penais, Marcelo Tadeu.
Com 42 anos de fundação, o presídio Rubens Quintella foi a primeira unidade prisional construída no complexo penitenciário. Em todos esses anos, apenas uma obra de recuperação foi feita, em julho de 2004. O prédio está suspenso em cima de pelo menos 13 túneis construídos ao longo dos anos, com cerca de 80 centímetros de profundidade e de largura, onde três ainda continuam abertos. Desde de Janeiro, já fugiram 12 reeducandos pelos buracos. Nos últimos anos, a falta de estrutura gerou vários motins, rebeliões e fugas em massa. Atualmente, a unidade abriga 278 presos que aguardam julgamento.

Fonte - O Jornal-Al



Enquete
Você concorda com a mudança da feira livre de União dos Palmares para a margem da BR-104?
Total de votos: 343
Google News