26/10/2021 08:33:13

28/05/2007 00:00:00

Interior


Interior

O Censo Agropecuário e a Contagem da População foram suspensas no interior de Alagoas, entre os municípios de Quebrangulo e Paulo Jacinto.

Os dois municípios disputam uma área de aproximadamente 42km², a Vila São Francisco, que ficou famosa por ser um dos raros lugares em Alagoas, onde Frei Damião (considerado o milagreiro do Nordeste) sempre se hospedava para fazer suas preces.

“Desde do final dos anos 80, que Quebrangulo vem tendo sua população sugada pelos municípios vizinhos (Chã Preta e Paulo Jacinto). Com isso, estamos tendo uma queda de aproximadamente 85 mil reais por mês, sobre o repasse do Fundo de Participação dos Municípios (FPM), imposto que é calculado conforme o número de habitantes de cada região”, disse o prefeito Marcelo Lima.

Do outro lado, o prefeito de Paulo Jacinto, Marcos Lisboa, diz que a Vila São Francisco pertence ao seu município, conforme, segundo ele, documentos de 1953, período em que Paulo Jacinto se desgrudava politicamente de Quebrangulo.

Câmara

O assunto foi levado à Câmara de Vereadores de Quebrangulo, que reuniu toda a bancada na última sexta-feira, a fim de promover um fórum de debate junto com os demais políticos, inclusive com as presenças do atual e dos dois últimos prefeitos, além de um convidado especial; o superintendente do IBGE em Alagoas, André Luís.

Desse evento, ficou definido, que na próxima sexta-feira, acontecerá uma reunião suprapartidária, cuja finalidade é formar uma bandeira de luta, na tentativa de defender todos os direitos do município, sobretudo essa questão da divisa territorial junto ao Iteral, órgão responsável em Alagoas pelo mapeamento de terra.

Suspensão do Censo

Durante a reunião, diante de tanta polêmica, o superintendente do IBGE, André Luís, foi categórico ao dizer que todas as atividades do órgão estão suspensas, no entorno da Vila São Francisco.

“Nossos recenseadores, tanto de Paulo Jacinto quanto de Quebrangulo, só vão contabilizar esses trabalhos, depois que tivermos diante de um documento do Iteral, ou até mesmo da Assembléia Legislativa”, disse, afirmando que é muito normal, fato dessa natureza acontecer em época de censo.

Vila São Francisco

A linha férrea da RFFSA construída no inicio da década de 50, é quem corta a divisa dos dois municípios. Na Vila São Francisco, por exemplo, de um lado residem moradores de Paulo Jacinto, e do outro Quebrangulo, ambos dispõem de duas escolas cada, posto de saúde, entre outros serviços mantidos pelas prefeituras, inclusive transporte escolar.

“Temos informações de que o prefeito Marcos Lisboa usou de forma nociva, uma tática; oferecendo cesta básica mensalmente as mães de Quebrangulo, a fim de que elas matriculassem seus filhos nas escolas de seu município. Só que meses depois ele deixou de honrar com esse compromisso”, denunciou o prefeito Marcelo Lima.

“Estamos simplesmente defendendo uma bandeira que não foi encorajada por meus antecessores. Inclusive já estamos no aguardo do Interal, quanto a uma posição sobre um vasto material que foi lhe entregue, a fim de que esse assunto seja consolidado de uma vez por toda”, disse o prefeito paulojacintense, Marcos Lisboa.

Fonte - www.alagoas24horas.com.br



Enquete
Você concorda com a mudança da feira livre de União dos Palmares para a margem da BR-104?
Total de votos: 343
Google News