17/06/2019 06:20:02

26/05/2008 00:00:00

Polícia


Polícia

Antonio Aragão

 

 

Uma equipe de policiais civis sob o comando pessoal do Delegado Regional Cícero Lima prendeu no final de manhã de hoje (26) na Fazenda Serra Preta, zona rural de União dos Palmares, Cícero da Silva, 38 anos, mesmo endereço, pai de três filhos (uma moça com 16 anos e dois rapazes de 15 e 14), principal suspeito da morte da menor Jaqueline Maria da Silva Santos de 12 anos de idade, encontrada morta no ultimo dia 12, em um açude existente na fazenda onde vitima e acusado moravam.

 

No primeiro depoimento prestado no Cartório da delegacia, Cícero que reagiu a prisão de posse um facão, mas que foi dominado pela equipe do Dr. Cícero Lima afirmou que “estou arrependido do que fiz, mas o pai da menina (referindo-se a vitima) deu uma cantada em minha filha e aquilo ficou martelando minha cabeça, até que um dia encontrei-a, mantive relações sexuais com ela e a esganei dentro do açude”.

 

Quando da prisão de Cícero cuja ocupação principal é limpar mato, o delegado encontrou os documentos pessoais dele, entre eles, um Mandado de Soltura assinado pelo Juiz José Lopes Neto, datado de 02 de julho de 2005, determinando a liberdade condicional ao diretor do Presídio Baldomero Cavalcante, já que ele também é acusado de haver matado o próprio irmão, crime que a época alcançou grande repercussão.

 

Conversando com a reportagem, Cícero que estava algemado em uma grade de ferro, pois os demais presos ameaçavam lixa-lo, disse que “estou arrependido do que fiz doutor, mas agora é tarde”. Perguntado se havia feito sexo com a menina antes ou depois de matá-la, demonstrou frieza quando afirmou que “antes, mas ela não era mais virgem”, assegurou.

 

Com relação à morte do seu próprio irmão, disse que “paguei por um crime que não cometi, pois foi meu próprio pai quem matou ele”. Finalmente, pediu: “doutor, não deixe que esse povo mate eu não que apesar de fazer o que fiz, sou pai de três filhos”.

 

O delegado Tarcizo Vitorino que vai presidir o inquérito ao tomar conhecimento de que se formava uma multidão defronte a delegacia, entrou em contato telefônico com o comandante do 2º BPM Claudivan Albuquerque e solicitou reforço policial para evitar transtornos e preservar a integridade do tarado assassino.

Galeria




Enquete
Na Eleição de 2020 em quem você votaria para Vereador de União dos Palmares?
Total de votos: 231
Google News