25/06/2019 04:37:41

25/05/2008 00:00:00

Polícia


Polícia

A polícia prendeu o bispo da Igreja Universal do Reino de Deus de Jaboatão dos Guararapes, Fernando Aparecido da Silva, de 31 anos, principal acusado pelo assassinato do adolescente de 14 anos Lucas Terra, no dia 21 de março de 2001, após um culto em Salvador. A prisão aconteceu nessa sexta-feira nas proximidades da Igreja Universal de Prazeres, em Jaboatão, depois de o bispo realizar o sermão aos fiéis.

Outro suspeito de envolvimento no crime, o pastor Sílvio Galisa, que aguarda julgamento no Presídio Salvador, disse ter visto o corpo queimado de Lucas, coberto com um pano, ao abrir o carro de Fernando, no dia seguinte ao crime. O bispo é acusado de ter matado o jovem por meio de estrangulamento e, em seguida, carbonizar o corpo. O terceiro acusado, Joel Miranda, é procurado pela polícia no Rio de Janeiro.

O Tribunal de Justiça da Bahia havia sentenciado a Igreja Universal a pagar R$ 1 milhão em indenização aos pais de Lucas. A polícia apurou que o rapaz foi vítima de abuso sexual, antes de ter o corpo queimado até a morte, provavelmente por ter ameaçado denunciar os pastores. A direção da Igreja não se pronuncia sobre o assunto.

com agência estado



Enquete
Na Eleição de 2020 em quem você votaria para Vereador de União dos Palmares?
Total de votos: 975
Google News