08/08/2020 23:05:39

21/05/2007 00:00:00

Pela Internet


Pela Internet

O sonho de ter a família reunida, rever e até mesmo conhecer todos os parentes, mobiliza muitos internautas que, até de outros estados, mandam e-mails para a produção do Alagoas24horas, pedindo a localização dessas pessoas.

Na maioria das vezes os e-mails citam apenas o nome do parente desaparecido ou são de pessoas que passaram mais de dez anos sem manter nenhum contato, o que pode tornar a busca ainda mais difícil.

Mesmo assim, contando com outros internautas que possam conhecer as pessoas procuradas, o Alagoas24horas vai divulgar os dados contidos nos e-mails, para que possa tornar real o sonho de quem espera reencontrar parentes em Alagoas.

Quem tiver alguma informação, pode enviar um e-mail para o site (contato@alagoas24horas.com.br) ou entrar em contato pelo número (82) 3325-2088.

Desaparecidos

Luciano Prazeres busca pela família que mora em Coruripe. Ele diz que tem 72 anos e, há 45, não mantém contato com os parentes. Luciano trabalhava na roça, o pai dele se chama Francisco Clementino e a mãe Maria Carolina dos Prazeres. Os irmãos são Augusta dos Prazeres, Orelina dos Prazeres, Editi dos Prazeres, Agripino dos Prazeres e a filha é Cleonice dos Prazeres.

Vera Lúcia Omena Silva diz apenas que procura o pai, José Angélico do Nascimento, que está desaparecido.

Wilka Magalhães procura parentes de Mário Correia dos Santos. Ele é de Atalaia e está gravemente doente. As informações que ela tem são de que uma irmã se chama Sebastiana e os sobrinhos Alexandre, Salém e Sandra, que seriam policiais.

Marili Nunes da Silva mora em São Paulo. Ela tem 40 anos e diz que a mãe, Benedita, a deixou na feira em 1971. Na época, ela foi deixada com duas jovens negras. Marili diz ainda que tem seis irmãos e que a mãe verdadeira conhece um dos irmãos da mãe adotiva, a quem visitou em São Paulo, em 1999.

Polícia

Para a Polícia Civil, a busca de uma pessoa só pode ser feita e registrada pelo menos 24 horas depois do desaparecimento. Mas nos casos em que o laço familiar foi cortado há alguns anos, a procura fica difícil até mesmo para a Polícia.

Um site que pode ajudar as famílias é o da Polícia Militar (www.pm.al.gov.br), onde há um link para divulgar dados e fotos de pessoas desaparecidas.

Fonte - www.alagoas24horas.com.br - Elaine Rodrigues



Enquete
Qual o candidato de sua preferência para a Prefeitura de União dos Palmares?
Total de votos: 5068
Google News