23/01/2020 07:40:07

21/05/2007 00:00:00

Economia


Economia

A Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz) e o Sebrae em Alagoas promoveram , em Arapiraca, o lançamento das atividades de orientações fiscais e empresariais para a 7ª Gerência Regional de Administração Fazendária (7ª GRAF). A iniciativa faz parte de uma série de ações da Secretaria Adjunta da Receita Estadual (Sare) que percorrerá todas as gerências regionais do Estado até 31 de agosto.

O objetivo das ações é aproximar a secretaria dos contribuintes, eliminar eventuais dúvidas no cumprimento de suas obrigações principais, dando celeridade aos processos fiscais, e, ainda, extinguir as ocasionais pendências dos contribuintes.

Participaram da solenidade de abertura das atividades a secretária da Fazenda, Fernanda Vilela; o presidente do Conselho Deliberativo do Sebrae no Estado, Wilton Malta e o secretário de Finanças de Arapiraca, Erik Bispo. Em seus discursos, foram ressaltados os resultados esperados na parceria Sefaz e Sebrae neste processo e o papel dos empresários no desenvolvimento local.

Wilton Malta destacou o papel das micro e pequenas empresas no desenvolvimento da região. Em seu pronunciamento, ele ainda frisou a importância da parceria entre as duas instituições para criação de um ambiente favorável às MPEs.

O secretário de Finanças de Arapiraca salientou que os debates proporcionados por estas ações serão imprescindíveis às reivindicações dos empresários para uma reforma tributária. "Este será um espaço de embates, que resultará num crescimento tanto para o Estado quanto para o empresariado", declarou Erik Bispo.

A implementação em Alagoas da Lei Geral das Pequenas e Micro Empresas foi apontada como um dos principais focos da iniciativa Sefaz e Sebrae pela secretária Fernanda Vilela. "Pretendemos tornar Arapiraca um laboratório de aplicação da Lei Geral ao trazê-las à legalidade", afirmou.

Ela ainda acrescentou que há a necessidade de um pacto social entre poder público e iniciativa privada para criar uma nova realidade social em Alagoas. "Os empresários apontam as necessidades de um Estado moderno com incentivos para a legalização e, em contra partida, o poder público mostra a necessidade dos empresários manterem em dia suas contribuições", completou a secretária.

Expectativa

Para o público presente, a iniciativa representa um momento de aperfeiçoar as informações fiscais e empresariais. A técnica em contabilidade, Luciane Reis, declarou que as atividades trarão mais subsídios ao cotidiano dos profissionais da área, ao passo que resultará em mais facilidade e agilidade. "Com as novas informações, a exemplo do cadastro sincronizado, haverá uma diminuição da burocracia proporcionada pela centralização dos dados", declarou a contadora de Arapiraca.

Os empresários também aprovaram as atividades e acreditam que os resultados aparecerão logo. "É de extrema importância esclarecer aos empresários sobre informações como estas, pois creio que o resultado trará reflexos, inclusive no aumento da arrecadação", defendeu José Hipólito, diretor-presidente da Distribuidora Asa Branca.

Fonte - www.alagoas24horas.com.br



Enquete
Em quem você votaria hoje para Prefeito de União dos Palmares ?
Total de votos: 135
Google News