23/01/2020 07:14:06

20/05/2007 00:00:00

Política


Política

O presidente do Senado, Renan Calheiros, comentou na tarde desta quinta-feira (17), em entrevista coletiva, a "Operação Navalha", por meio da qual a Polícia Federal prendeu mais de 40 pessoas acusadas de fraudes em licitações de obras públicas. Ao chegar ao Senado, Renan defendeu a ação da PF e o esclarecimento de todos os fatos da "Operação Navalha", mas disse não ter informações suficientes para fazer comentários sobre as investigações.

- Não se deve ter compromisso com o erro, mas também não devemos fazer prejulgamentos - ponderou.

O presidente do Senado elogiou as medidas adotadas pelo governador de Alagoas, Teotonio Vilela filho (PSDB), que informou ter afastado os integrantes do governo estadual presos pela Polícia Federal. De acordo com o site de notícias Globo On Line, são eles Adeilson Teixeira Bezerra, secretário de Infra-Estrutura de Alagoas; Denisson de Luna Tenório, subsecretário de Infra-Estrutura de Alagoas; José Vieira Crispim, diretor de Obras da Secretaria de Infra-Estrutura de Alagoas; Eneas de Alencastro Neto, representante do governo de Alagoas em Brasília; e Marcio Fidelson Menezes Gomes, diretor do Detran de Alagoas.

Segundo Renan, nem Teotonio tem informações completas sobre as acusações. O presidente do Senado disse saber quem são os acusados, mas disse desconhecer "essas práticas". De todo modo, defendeu os investimentos que foram feitos nas obras em Alagoas. Na opinião dele, Teotonio é "correto e transparente".

Fonte: Agência Senado



Enquete
Em quem você votaria hoje para Prefeito de União dos Palmares ?
Total de votos: 135
Google News