27/01/2022 23:12:13

28/12/2007 00:00:00

Polícia


Polícia

O Diretor-Geral do Departamento de Polícia Rodoviária Federal, inspetor Hélio Cardoso Derenne, determinou hoje aos superintendentes regionais do órgão que coloquem em operação nas estradas federais do país todos os equipamentos de radar e etilômetro em condições de uso. Derenne também determinou que os responsáveis por cada superintêndencia acompanhem o andamento da Operação Ano Novo nas vias sob sua jurisdição pessoalmente.

“Infelizmente, existe um grande contingente de condutores completamente descompromissados com a segurança do trânsito. Pessoas que aproveitam trechos descobertos pela fiscalização para atentar contra a vida daqueles que respeitam as regras. Para frear a imprudência desses maus motoristas, utilizaremos toda tecnologia e pessoal disponíveis”, afirma.

Logo mais à 0h, a Polícia Rodoviária Federal inicia a última grande operação do seu calendário de 2007, a Operação Ano Novo. Ao lado do Natal e Carnaval, o Réveillon é um dos feriados mais importantes do ano e registra picos de tráfego de até 30%. Para fins de comparação, em função da similaridade das datas, a PRF vai comparar os números de Ano Novo com o Natal de 2007, que registrou 2.561 acidentes, 196 mortes e 1.870 feridos.

Imprudência na mira– Durante a Operação Ano Novo, a Polícia Rodoviária Federal vai empregar 9.700 policiais em escala, 2 mil viaturas e 10 helicópteros, 500 radares e 400 etilômetros. Entre os medidores de velocidade, 90 são de última geração, com tecnologia a laser e à prova de detectores de radar. Os equipamentos funcionam por até oito horas, sem necessidade de recarga da bateria, e podem registrar até 7.200 infrações por dia.

Já o etilômetro é um equipamento que aponta a quantidade de álcool no organismo do motorista e emite comprovante impresso, que é anexado ao auto de infração. O bafômetro convencional indica apenas a presença de álcool na pessoa que se submete ao teste. Por ser muito sensível, o etilômetro pode ser usado como um “microfone”, durante conversa entre policial e condutor.

O equipamento consegue identificar indícios de embriaguez ainda que o motorista não saia do veículo ou se recuse a soprar o aparelho. A legislação brasileira estabelece um limite de 0,3 miligramas de concentração de álcool por litro de ar expelido pelos pulmões.

Restrições– O tráfego de caminhões bi-trens (combinações de veículos de carga, CVC) e de caminhões-cegonhas (combinações de transporte de veículos, CTV) voltará a sofrer restrição em vias de pista simples durante a Operação Ano Novo.

Cada período de restrição vai durar seis horas e valerá para veículos com ou sem carga, independemente de possuir autorização especial de trânsito (AET). O motorista que descumprir a determinação será multado em R$ 85,13 (infração média), receberá 04 pontos na CNH e permanecerá com o veículo estacionado até liberação pela polícia. Confira os horários:

Operação Ano Novo (de 28/12/2007 a 01/01/2008)

Dias e horários da restrição:

28/12/2007, das 16h às 22h
29/12/2007, das 06h às 12h
01/01/2008, das 16h às 22h

Recomendações importantes

Planejamento da viagem – O motorista deve procurar se informar sobre as distâncias que vai percorrer, as condições do tempo na sua rota, pontos de parada, existência de postos de combustíveis e de restaurantes à beira da estrada. Não esquecer sua documentação e a do veículo. Condutor e carro em dia garantem o prosseguimento da viagem;

Revisão preventiva – Providenciar a checagem do automóvel mesmo para viagens curtas. Faróis conferidos para ver e ser visto; pneus calibrados e em bom estado; motor revisado, com óleo e nível da água do radiador em dia. Não esquecer de verificar a presença e estado dos equipamentos de porte obrigatório, principalmente pneu estepe, macaco, triângulo e chave de roda, além dos limpadores de pára-brisa e luzes do veículo;

Pausas para descanso – O condutor deve programar paradas a cada 3 horas. Quem se expõe a muitas horas dirigindo fica sujeito ao fenômeno da hipnose rodoviária, na qual se mantém de olhos abertos, mas sem percepção da realidade à sua volta. Ela vem acompanhada de sonolência, perda de reflexos e de força motora;

Período noturno – Evitar circular à noite. Além da redução da visibilidade, é o horário de que os delinquentes mais se aproveitam para a prática de crimes. Ademais, em caso de pane, o socorro mecânico é sempre mais lento;

Previsão do tempo – Informar-se sobre as condições do tempo nos lugares por onde vai passar. O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) disponibiliza gratuitamente informações sobre o tempo no endereço www.inmet.gov.br;

Atenção redobrada – Observar as placas que indicam os limites de velocidade e as condições de ultrapassagem. Tais placas não foram colocadas naquele ponto da estrada sem motivo. Nos trechos em obras, o motorista deve reduzir a velocidade e obedecer a sinalização local.

com prf