06/12/2019 15:08:03

Alagoas
24/04/2011 09:37:40

Sete pessoas foram assassinadas no sábado em Alagoas


Sete pessoas foram assassinadas no sábado em Alagoas
Ilustração

Com tudonahora //

 

O feriadão segue violento em Alagoas. Na manhã deste domingo (24), o Centro Integrado de Operações Policiais da Secretaria da Defesa Social informou que entre a tarde do sábado (23) e a madrugada de hoje foram registrados sete homicídios em Alagoas, sendo quatro na Região Metropolitana de Maceió e três em municípios de outras regiões do Estado, onde um adolescente de 14 anos foi assassinado junto com o pai. Entre as ocorrências mais violentas, um homem foi degolado e uma mulher teve o corpo esmagado pelo carro dos assassinos, após ter sido atingida por um tiro na cabeça.

 

Em Rio Largo, Valmir Feitosa da Silva, de 28 anos, foi assassinado na tarde do sábado com quatro tiros que o atingiram na cabeça, nas costas e no pescoço. Os assassinos fugiram do local sem ser identificados. A ocorrência foi registrada no conjunto Maranata, localizado nas proximidades do matadouro da mata do Rolo. Uma guarnição do Bope esteve no local e após a perícia do Instituto de Criminalística, o corpo foi removido para o Instituto M

 

édico Legal.

 

Numa das ocorrências mais violentas deste feriado, no Benedito Bentes II, a vítima identificada como Thiago da Silva santos, de 24 anos, foi morto com dois tiros no tórax e degolado a faca. O suspeito fugiu do local e a Delegacia de Homicídios está investigando o caso. O crime ocorreu por volta das 19h45 nas proximidades do conjunto Carminha.

 

No Prado, um homem identificado apenas como Dinho, sem residência fixa, conforme o boletim policial, foi executado com quatro tiros na cabeça. O crime ocorreu na Rua Franco Jatobá, próxima ao Parque da Pecuária. Não há registro de suspeitos.

 

O jovem André Vinícius da Silva, de 19 anos, residente no Barro Duro, foi morto com seis tiros de revólver em várias partes do corpo. O assassino fugou do local do crime com a moto da vítima, uma Jonhy vermelha. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência esteve no local do crime, ocorrido na sede do campo do Coritiba, no Barro Duro, mas o rapaz já estava morto.

 

Crimes no interior

 

No povoado Pau D'Arco, em Arapiraca, Elias Lopes da Silva, de 35 anos e seu filho, Alexandre Barbosa da Silva, de 14 anos, foram assassinados a tiros por um desconhecido que fugiu do local em uma caminhonete S 10 preta. Outro homem, Genival Bento dos Santos, 37, ficou ferido por um tiro no braço direito, mas foi conduzido à Unidade de Emergência de Arapiraca e está fora de perigo.

 

Populares informaram à polícia que os autores estavam em uma S10 preta e que quando viram Elias e o filho, reduziram a velocidade e começaram a atirar. Genival, que passava pelo local no momento do tiroteio, também foi atingido. A polícia informou ter feitos ronda na região, mas os suspeitos não foram encontrados.

 

Na noite de sábado, Corina Maria da Conceição, de 37 anos, estava conversando na frente de sua casa, localizada no Centro de Olho d'Água Grande, com dois homens que chegaram ao local em um Uno prata de placa não identificada, quando um deles atirou, atingindo a mulher na cabeça. Em seguida, passaram com o carro por cima do corpo e fugiram do local. A mulher morreu na hora e até a manhã deste domingo, nenhum suspeito foi localizado.

 

Em Arapiraca, a polícia registrou ainda três tentativas de homicídio. Na Vila São Francisco, na zona rural do município, Maria Gidelva dos Santos, 29 anos, foi ferida a faca por um vizinho, conhecido como Rafael, supostamente por motivos passionais. A mulher está fora de perigo e o agressor não foi encontrado.

 

Na rua Manoel Luiz Gomes, também em Arapiraca, Denisvalda Larissa Avelino da Silva, 14 anos, foi atingida a tiros nas pernas. O suspeito, identificado como Xandinho, fugiu do local com outra pessoa não identificada em uma moto Honda Biz de cor e placa não informadas. No momento do crime, a menina estava na frente de sua casa, de onde foi levada para a Unidade de Emergência. Os suspeitos não foram presos.

 

A outra vítima de atentado em Arapiraca foi Cícero Braga da Silva, 36 anos. A polícia informou que o homem estava em casa, quando um desconhecido entrou e o atingiu a facadas. A vítima foi conduzida à Unidade de Emergência.

 

Em todos os crimes ocorridos entre a tarde de sábado e a noite de domingo, segundo as primeiras informações policiais, nenhum suspeito foi preso.


 



Enquete
Você concorda com a redução de horário das delegacias de Alagoas
Total de votos: 21
Google News