06/12/2019 15:27:39

Alagoas
19/04/2011 19:22:22

Professor acusa reitor da Uneal de perseguição política


Professor acusa reitor da Uneal de perseguição política
Professor Carlindo

Com minutoarapiraca //

 

O professor de Língua Portuguesa do campus de Arapiraca, Carlindo de Lira Pereira, vai acionar o reitor da Universidade Estadual de Alagoas (Uneal), Jairo José Campos da Costa, perante o Ministério Público Estadual (MPE), sob acusação de perseguição política e desrespeito ao estatuto da entidade.

 

Carlindo de Lira relata que, no final de março, o reitor Jairo Campos da Costa fez um convite para uma reunião, na qual seria informado da revogação de sua transferência, ocorrida há cerca de oito meses.

 

“Fiquei bastante surpreso com a decisão. Não entendi os motivos da revogação, uma vez que resido em Arapiraca e, na época de meu retorno, o colegiado do curso de Pedagogia de Santana do Ipanema autorizou minha transferência para o Campus 1, onde funciona o curso de Letras e há grande carência de professor de Português”, explica.

 

Para Carlindo de Lira, o atual reitor Jairo Campos passou por cima do estatuto da Uneal, ferindo as instâncias democráticas e contrariando os trâmites legais de uma decisão do colegiado do curso de Pedagogia e do Conselho do Campus de Santana do Ipanema.

 

“Acredito que estou sendo vítima de uma perseguição injusta do grupo de apoio ao atual gestor, porque na época da eleição para reitor, no ano passado, decidi apoiar outra candidatura, e ainda outros professores também foram transferidos, mas somente a minha transferência foi revogada”, relata o professor.

 

Repúdio

 

A decisão do reitor Jairo Campos provocou uma resposta imediata de vários colegas de trabalho, com a elaboração de um abaixo-assinado no qual vários educadores se mostram indignados com a atitude do mandatário maior da universidade.

 

Além dos educadores, um grupo de alunos ligados ao Diretório Central dos Estudantes (DCE) também está mobilizando a comunidade acadêmica para evitar a transferência do professor para outro campus.

 

“Esperamos que o reitor não se deixe levar pela influência de um grupo político e reveja essa decisão que fere a democracia e prejudica não somente a mim, mas toda uma comunidade acadêmica e, sobretudo, o nome da Uneal”, desabafa o educador, afirmando que vai entrar com uma ação na Justiça para garantir os seus direitos.




Enquete
Você concorda com a redução de horário das delegacias de Alagoas
Total de votos: 21
Google News