14/11/2019 04:10:43

09/10/2007 00:00:00

Interior


Interior

MARAGOGI – O comerciante José Eraldo Bezerra de Leite, o “Eraldo do Gás”, e Jamerson Santos de Oliveira – apontado como chefe da quadrilha especializada em roubo e receptação – foram condenados pelo juiz da Comarca de Maragogi, André Gêda Peixoto Melo, a nove anos de prisão, sem direito de apelar para responder em liberdade. Os dois são acusados de integrar uma das quadrilhas mais perigosas que atuam em Alagoas. Eles foram condenados pelo assalto à residência do empresário Francisco Azevedo, o “Jura do Coco”, que aconteceu na noite de 3 de março de 2006, no distrito de São Bento, em Maragogi. Na manhã de ontem, a dupla esteve no Fórum Melchiades Lindoso, em Maragogi, sob forte esquema de segurança, para assinar a sentença.

Nos autos também foram citados como participantes do assalto à residência em Maragogi os irmãos Thiago Douglas e Anderson Rafael Moreira de Lima Silva. Ambos foram condenados a dois anos de reclusão com direito a alvará de soltura diante dos critérios da lei. Já os acusados Juliana Maria Possidônio, namorada do “Eraldo do Gás”, Adélio Ribeiro de Oliveira e Everaldo Amaro da Silva, foram absolvidos devido à falta de provas para condenação.

Com O Jornal-Al



Enquete
Se a Eleição Municipal fosse hoje qual seria seu candidato preferido?
Total de votos: 2627
Google News