20/11/2019 08:53:28

08/10/2007 00:00:00

Polícia


Polícia

Na noite deste domingo, por volta das 23 horas, um fato chamou a atenção dos moradores do Conjunto Eustáquio Gomes, no bairro do Tabuleiro do Martins. O policial militar Ednelson Alexandre da Silva, 40 anos, foi morto com um tiro na cabeça.

O disparo foi feito pelo soldado da Polícia Militar Divaci Silva Anjo, lotado na Radiopatrulha. Ele realizava ronda no conjunto – juntamente com outros militares – quando atirou no policial. Em depoimento, Divaci Silva confirma ser o autor dos disparos, mas diz que atirou em legítima defesa.

Conforme o depoimento prestado na Delegacia de Plantão I, Divaci Silva relata que enquanto fazia a ronda avistou um carro suspeito – o Gol de cor cinza e placa MUT-0835, pertencente à Ednelson Alexandre – e decidiu abordar o motorista, que se encontrava dentro do veículo. Ao se aproximar, Ednelson Alexandre teria recebido a guarnição da Radiopatrulha a tiros.

Divaci Silva – segundo ele mesmo, em depoimento – teria reagido e atirado contra o suspeito, que também era PM. Ednelson Alexandre foi atingido ainda dentro do carro com um tiro na cabeça. Foram os familiares do PM atingido que o identificaram como militar. Ednelson Alexandre ainda foi socorrido por uma viatura do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e encaminhado para a Coordenadoria de Emergência Armando Lages (Coemal), mas não resistiu aos ferimentos e faleceu antes mesmo de chegar ao hospital.

De acordo com informações extra-oficiais, Ednelson Alexandre chegou a ser ferido também em outras partes do corpo. O caso foi registrado pela delegada plantonista Maria Aparecida Araújo. Divaci Silva foi ouvido, assinou um auto de resistência e em seguida foi liberado pela Polícia Civil de Alagoas. O caso deve ser encaminhado para o 10° Distrito Policial.

com al24horas



Enquete
Se a Eleição Municipal fosse hoje qual seria seu candidato preferido?
Total de votos: 2666
Google News