17/11/2019 09:26:14

08/10/2007 00:00:00

Interior


Interior

Dez crianças, com idades entre seis e 12 anos, estão neste momento no Instituto Médico legal de Maceió (IML) fazendo exames de corpo de delito. O objetivo é comprovar a denúncia de que as crianças sofreram abuso sexual, no município de Passo de Camaragibe. O acusado é o dono da oficina do bairro onde moram, Cícero Manoel, de 66 anos.

O acusado está preso por determinação do juiz Sóstenes Alex de Andrade, desde ontem, dia 02. O borracheiro foi denunciado por moradores e agentes de saúde que passaram a desconfiar da presença constante de crianças na casa dele.

Segundo o presidente do Conselho Tutelar do município, Lailton Manuel, as investigações acontecem desde outubro de 2006. “Só na semana passada conseguimos indícios e depoimentos suficientes para levar o caso à Justiça”, conta.

O presidente conta ainda que o juiz da cidade, Sóstenes Alex, determinou a prisão do acusado e pediu o exame de corpo de delito nas crianças assim que tomou conhecimento do caso e se deparou com os depoimentos das mães.

Clima de medo

Entre as mães o clima é de medo. Nenhuma delas quis falar sobre o caso com os jornalistas. “Ele está preso hoje, não sei se vai estar amanhã”, disse uma delas sem querer se identificar.

Sabe-se apenas que o homem oferecia balas e até dinheiro em troca das visitas das crianças. Depois que elas entravam na casa dele, eram levadas a “sentar no seu colo” e obrigadas a receber “carinhos obscenos”.

Algumas choraram compulsivamente enquanto se submetiam ao exame no IML.



Enquete
Se a Eleição Municipal fosse hoje qual seria seu candidato preferido?
Total de votos: 2644
Google News