26/01/2020 08:28:57

Alagoas
17/03/2011 15:07:40

Habeas Corpus: Ministra do STJ defere liminar ao ex-deputado Cícero Ferro


Habeas Corpus: Ministra do STJ defere liminar ao ex-deputado Cícero Ferro
Ex-deputado Cicero Ferro

Com cadaminuto //

 

O ex-deputado estadual Cícero Ferro conseguiu mais uma vitória na Justiça. A ministra do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Maria Thereza de Assis Moura, deferiu o pedido de habeas corpus impetrado no órgão pela defesa do ex-parlamentar.

 

De acordo com o advogado Welton Roberto, que atua na defesa de Ferro, a decretação da prisão do ex-deputado ocorreu de forma irregular. Ele alegou que o pedido foi solicitado quando o acusado ainda era parlamentar.

 

Ferro teve a prisão decretada no dia 1° de fevereiro, pelo desembargador Orlando Manso, sob acusação de ser o autor intelectual do assassinato do vereador Fernando Aldo, em 2007 e desde então é considerado foragido.

 

Agentes da Divisão Especial de Investigação e Capturas (Deic), da Polícia Civil de Alagoas cumpriram o mandado de prisão e de busca e apreensão da residência de Cícero Ferro, localizada no condomínio de luxo Aldebaran.

 

Em diligência, os policiais da Deic estiveram na casa de Ferro, que estava fechada. De acordo com a polícia, foi necessária a utilização de um chaveiro para que os militares tivessem acesso as dependências. Todo o trabalho foi acompanhado pelo advogado.

 

A ministra solicitou informações do processo a Orlando Manso, embora a defesa já tenha conseguido três decisões favoráveis nesse mesmo pleito no STJ e mais duas no Supremo Tribunal Federal, de acordo com o advogado Welton Roberto, já que o ex-deputado deveria ser julgado na Comarca de Mata Grande, onde o crime aconteceu e não pelo TJ.

 

Acusações sobre Ferro

 

Cícero Ferro também é acusado pela polícia de ser o autor intelectual do assassinato do vereador por Delmiro Gouveia, Fernando Aldo Gomes Brandão morto na madrugada de 01 de outubro de 2007, na cidade de Mata Grande, após participar de uma das maiores festa da região, o Mata Grande Fest.

 

Segundo o inquérito da Polícia Civil, por volta da 1 hora, Fernando Aldo deixou o camarote da festa e disse que ia até o carro para descansar um pouco. Ao chegar ao veículo, notou que um dos pneus estava vazio e quando abriu a porta do carro foi rendido e morto com nove disparos de pistola nove milímetros.




Enquete
Em quem você votaria hoje para Prefeito de União dos Palmares ?
Total de votos: 672
Google News