17/11/2019 10:05:25

22/09/2007 00:00:00

Brasil


Brasil

Os funcionários dos Correios e a direção da empresa fecharam ontem um acordo para terminar a greve nacional iniciada no dia 13.

A proposta dos Correios pedindo um reajuste salarial de 3,74% e outros benefícios foi aceita pelos sindicatos, perante o compromisso dos trabalhadores de voltarem às suas atividades em imediato e colocarem os serviços atrasados em dia.

Segundo o presidente do Sindicato dos Trabalhadores dos Correios em Alagoas, José Balbino, a categoria iniciou os trabalhos hoje pela manhã. O retorno imediato dos profissionais foi um pedido da empresa para agilizar as entregas das correspondências nas residências.

Ainda de acordo com Balbino a partir de segunda, 24, todos os carteiros farão as distribuições dos documentos que acumularam nos dias de greve. Em caso de descumprimento, a empresa fica autorizada a convocar empregados dos setores em que persistir o atraso para trabalhar aos sábados e domingos.

Acordo

A comissão de negociações da Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Correios e Telégrafos e Similares (Fentect) acatou a decisão pelo fim da greve depois que os 19 dos 33 sindicatos aprovaram a proposta da empresa.

Esse número seria suficiente para a assinatura. O Tribunal Superior do Trabalho (TST) conseguiu quórum suficiente na decisão pelo fim da greve.

Proposta

A reivindicação inicial dos funcionários era reposição salarial de 47,77%, relativa a perdas desde 1994, aumento real de R$ 200, adicional de periculosidade e melhores condições de trabalho e de segurança nas agências. Os Correios apresentaram proposta de reajuste de 3,72% e abono de R$ 400.

Fonte: G1



Enquete
Se a Eleição Municipal fosse hoje qual seria seu candidato preferido?
Total de votos: 2645
Google News