16/06/2019 00:28:04

01/10/2010 00:00:00

Municipios


Municipios

Com cadaminuto // Fonte ascom MPE-Al

O procurador-geral de Justiça, Eduardo Tavares, esteve nesta quinta-feira em São José da Lage para prestar um ato de desagravo e em solidariedade ao promotor de Justiça Jorge Dória – que por fazer um trabalho sério e imparcial no apoio às vítimas das enchentes e no período eleitoral vem sofrendo críticas do grupo político que atua na região. Tavares esteve acompanhado da presidente em exercício da Associação do Ministério Público, Adílza Freitas, dos procuradores de Justiça Sérgio Jucá, Márcio Roberto e Afrânio Roberto, do promotor Luiz Medeiros e do chefe de gabinete da PGJ, Fernando Augusto de Araújo Jorge.

Para o procurador-geral de Justiça, o trabalho desempenhado por Jorge Dória é um exemplo de comportamento de agente público, que preza pela moralidade, legalidade, imparcialidade e transparência. “Não há nada, nem ninguém que vá impedir a boa atuação do Ministério Público no atendimento aos desabrigados das chuvas de junho ou na luta contra a corrupção eleitoral”, afirmou Tavares.

Jorge Dória é o responsável direto pelas ações que não permitiram o aproveitamento político da tragédia das enchentes em São José da Lage. Foi o promotor de Justiça que impediu que políticos da região estocassem cestas básicas em casa para distribuição aos aliados, bem como flagrou o cadastramento de eleitores em troca de benefícios referentes ao período eleitoral. Ele inclusive ganhou projeção nacional devido a sua atuação na região.

 



Enquete
Na Eleição de 2020 em quem você votaria para Vereador de União dos Palmares?
Total de votos: 78
Google News