16/06/2019 00:30:29

01/10/2010 00:00:00

Politica


Politica

Com tudonahora //

Por 5 votos a 2, o candidato ao governo do Estado, Ronaldo Lessa (PDT), teve a candidatura confirmada nesta quinta-feira, após julgamento no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Por maioria, os ministros decidiram que Lessa já havia cumprido pena de inelegibilidade.

Além do ministro Hamilton Carvalhido, que já tinha se posicionado a favor da candidatura de Lessa no início da semana, os ministros Ricardo Lewandoski, Marco Aurélio, Marcelo Ribeiro e Carmen Lúcia, votaram a favor da candidatura de Lessa. Aldir Passarinho e Arnaldo Versiani se posicionaram contra o provimento do recurso.

Por 4x3, o candidato à vice-governador na chapa de Ronaldo Lessa, Joaquim Brito (PT), também teve o registro de candidatura mantido pelo TSE.

Em entrevista exclusiva ao Tudo na Hora, o candidato Ronaldo Lessa (PDT) comemorou a decisão e afirmou que o TSE "fez Justiça". “Quiseram ganhar no tapetão, mas o TSE corrigiu uma injustiça. O pedido saiu melhor do que a encomenda, devolvendo os direitos eleitorais a mim e a Joaquim Brito, que também foi injustiçado”, disse Lessa.

“Com essa decisão do TSE, nem o Supremo Tribunal Federal poderá tornar o ex-governador inelegível”, disse o advogao de Ronaldo Lessa, Marcelo Brabo, acrescentando que não foi julgada a aplicabilidade da Lei do Ficha Limpa para esse ano, mas sim o fato do ex-governador já ter cumprido a pena da inelegibilidade.



Enquete
Na Eleição de 2020 em quem você votaria para Vereador de União dos Palmares?
Total de votos: 78
Google News