19/06/2019 20:00:47

27/09/2010 00:00:00

Especiais


Especiais

Com alemtemporeal // amanda farias

O presidente do Tribunal Regional Eleitoral de Alagoas (TRE/AL), desembargador Estácio Gama de Lima assegurou que o órgão está atento e pronto para coibir os casos de corrupção eleitoral, como a compra de votos no Estado. Ele pede para que o eleitor seja um fiscal, denunciando os casos em todos os municípios.
 

O corregedor eleitoral, juiz Raimundo Alves, informou na terça-feira, 21, que somente através do site do TRE (www.tre-al.gov.br) foram registradas 21 denúncias. Além do veículo online, os eleitores têm também o Disque Denúncia, o protocolo do TRE, os cartórios eleitorais e a Polícia Federal para denunciar a compra de votos, de acordo com o juiz. “Temos uma média de 70 denúncias protocoladas. A maioria de forma anônima ”, disse o corregedor. “Cerca de 10% dessas denúncias já estão em processo avançado de investigação”, coloca.
 

Estácio Gama comentou também sobre o efetivo da Segurança Pública no dia 3 de outubro. Afirmou que o Estado tem feito um grande trabalho até agora, com a disponibilização de quase todo o seu pessoal para o pleito. “As polícias apresentaram um plano de ação perfeito para manter a tranqüilidade nestas eleições. São grandes parceiros”, expõe.
 

De acordo com o Plano apresentado no TRE no início da semana, a Polícia Civil disponibilizará 1310 homens, divididos em 13 regiões. O Plano de Ação da Polícia Militar inclui 7479 homens, destes, 4075 atuarão na região metropolitana e os outros 3404 no interior. Já o coronel do Exército em Alagoas, Pinto Sampaio, afirmou que 310 homens atuarão em 11 municípios que solicitaram o reforço das tropas federais. O Superintendente da Polícia Federal em Alagoas, Amaro Vieira, afirmou também que todo o seu efetivo está garantido nestas eleições e solicitará, ainda, ajuda externa para assegurar a operacionalização das eleições em todo o Estado.
 

Tropas federais
O desembargador explicou que três municípios que haviam solicitado reforço militar no dia do pleito tiveram seus pedidos indeferidos pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), são eles: Barra de Santo Antônio, Paripueira e Jequiá da Praia. “O TSE entendeu que os relatos colocados pelos juízes não estavam bem justificados”, explicou. Ao todo, nove municípios alagoanos terão reforço federal nas eleições: São Miguel dos Campos, Roteiro, Jequiá da Praia, Porto das Pedras, São Miguel dos Milagres, Batalha, Belo Monte, Jacaré dos Homens e Coruripe.
 

De acordo com Gama, todas as providências já foram tomadas para garantir a tranqüilidade no dia da votação. Disse, inclusive, que nas cidades atingidas pelas enchentes serão montadas tendas para a eleição.
 

 



Enquete
Na Eleição de 2020 em quem você votaria para Vereador de União dos Palmares?
Total de votos: 430
Google News