02/12/2021 01:13:16

22/08/2007 00:00:00

Economia


Economia

É hora de apagar a luz e economizar. A conta de energia elétrica vai ficar mais cara em Alagoas a partir da próxima terça-feira. O reajuste foi aprovado nesta terça-feira pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) e passa a vigorar a partir da próxima terça-feira.

O aumento foi concedido em três estados, todos do Nordeste, mas é em Alagoas que o reajuste será maior, de 5,77% nas tarifas cobradas dos consumidores residenciais pela Companhia Energética de Alagoas (Ceal). Para os consumidores industriais, o acréscimo será de 4,98%.

Atualmente, a Ceal abastece 739 mil unidades de consumo em 102 municípios, incluindo Maceió, que tem o 14º quilowatt hora (KWh) mais caro entre as capitais brasileiras.

Reajuste

Para os clientes residenciais da Companhia Energética do Maranhão (Cemar), a Aneel aprovou aumento de 3,47%. Já para os clientes industriais, a alta será de 5,16%. A Cemar abastece cerca de 1,4 milhão unidades de consumo, em 217 municípios do Maranhão, inclusive São Luís.

No caso da Companhia Energética do Piauí (Cepisa) foi autorizado um aumento de 2,18% para os clientes residenciais, e as indústrias terão um pequeno aumento de 0,03%. A Cepisa fornece energia a 750 mil unidades consumidoras, em 233 municípios do Piauí, incluindo Teresina.

Já na Paraíba, a conta vai ficar mais barata. Para a Sociedade Anônima de Eletrificação da Paraíba (Saelba) a Aneel autorizou uma queda de 0,30% na conta dos consumidores residenciais. Já as indústrias terão um desconto de 2,82%. A Saelpa atende a 937 mil unidades de consumo em 216 municípios do estado, incluindo João Pessoa.



Enquete
Qual desses politicos alagoanos você votaria para Governador em 2022?
Total de votos: 16
Google News